Revista Geotemas, Vol. 6, No 2 (6)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

NOVO RURAL BRASILEIRO NOS BREJOS DO ESTADO DA PARAÍBA

Ailson de Lima Marques, Douglas Cavalcante de Araújo, Lincoln da Silva Diniz

Resumo


A dinâmica do Novo Rural Brasileiro tem tido reflexos imponentes nos brejos do estado da Paraíba. Espaços, antes agrários, estão recebendo novas expressões urbanas do processo de quebra da dicotomia urbano-rural. Os municípios de Areia e Bananeiras representam um amplo mercado imobiliário de luxo, além outros mercados que envolvem a classe média e baixa através dos condomínios horizontais e loteamentos privados. No município de Areia, atualmente, há quatro condomínios horizontais e dois loteamentos privados. Já no município de Bananeiras, há atualmente, cinco condomínios horizontais e um loteamento privado. As classes sociais foco desses empreendimentos variam da Baixa classe média (renda média >R$ 2.674), até a Alta classe alta (acima de R$ 17.434). O uso da terra no espaço rural para fins urbanos está regulamentada pela Lei 6.766 de 1979, além dos Planos Diretores Municipais, mas a deficiência da legislação vem permitindo iniciais observações sobre impactos ambientais nessas áreas. Assim, a partir destas discussões, comprovou-se que as APPs urbanas nos empreendimentos ressaltam uma ação imobiliária em ascensão, mas desfavorecida de gestão e planejamento urbano. Os condomínios horizontais e loteamentos privados estão sendo alicerçados para seguimentos específicos da sociedade em áreas públicas e ambientalmente protegidas, em nome do lazer e bem estar, compreendendo novas tendências especulativas do capital imobiliário no campo.
Palavras-chave: novo rural, capital imobiliário, brejos.

Texto Completo: PDF